Não entendeu?

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Só pra tu saber...

Tô aqui só pra tu saber que às vezes eu gosto, saca?. 

Ah, cara! Tu chegou do nada e me trouxe uma paixão completamente fora da lógica. Não foi tipo aqueles amores que começam só porque um ama o jeito do outro tratar ou o jeito do outro fazer sorrir. Não... Tu não chegou desse jeito. 
Tu chegou como quem não quer nada e é estrada pra lugar nenhum. Tá ligada? 
Não tenho motivo algum pra te amar e é justamente por isso que te amo. Você é completa e eu sou uma peça quebrada de um quebra cabeças tentando me encaixar de novo no meu jogo, mesmo sendo impossível.
E me deixa mais puto da vida saber que você consegue ser mais rua sem saída que eu... Tu é o desconhecido pra mim, um desafio. E eu amo isso! (mesmo odiando) 
O jeito que o teu jeito de desafio me desconcerta, às vezes eu gosto disso, sabe? Só às vezes, porque o jeito que tu desarma o meu orgulho e meu jeito duro de não me permitir apaixonar perdidamente, isso me assusta.
Tu me bagunça tanto que me faz pensar em te querer longe, mas quando penso em te afastar... me lembro que nunca fui tão organizado assim e que a culpa disso é tua.
É como se fosse impossível amar te ter por perto e mais impossível ainda amar te ter longe. 
Tu é um jogo que eu não sei dar game over e eu odeio perder, mas amo me perder em você...


Escrito por - Rafaella Kristinne
Adaptado por - Guilherme Marcus

0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2011 Hermit Modern |