Não entendeu?

terça-feira, 30 de outubro de 2012

The girl of Venice Beach...


Seriam os olhos me pregando uma peça?
ou seriam as lágrimas de um olhar triste?
não... é apenas o sorriso dela...
A linda menina de Venice Beach...

(...)

é difícil falar do impossível
separar o que é querer do que é ser...
não é fácil se fingir de insensível
quando não se tem o que quer ter;

vou lhes falar sobre ela...
sobre a linda menina em quem tenho pensado
vou lhes contar um pouco dela,
e de como foi parte perfeita de meu passado...

sabe a diferença entre falar e gostar?
sabe o sentimento que surge em um só olhar?
sabe a vontade de ver o tempo todo?...
e a dor de sentir a saudade apertar?

me lembro de vê-la crescer...
mas não me lembro de vê-la mudar;
mudou muito, ficou linda...
me fez assustar... vou confessar...

me lembro de vê-la todo dia,
brincar, correr, cair e machucar...
e hoje sinto pura nostalgia
só em a ver, a olhar...

E nós ainda vamos sair dessa cidade
eu me lembro bem, me lembro quando ela disse...
não sei bem se foi sonho ou realidade,
mas baby...  vamos juntos, fugir pra Venice Beach'  (:

Guilherme Marcus Moreira


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Eu gosto dela...


Gosto dela, porque ela me faz bem...
Eu gosto dela como nunca gostei de ninguem...

Mas eu não a amo...  

Não...  

O amor é fajuto e insano, 
Só se rima com dor... com horror...

Dela eu somente gosto... Por simples e puro gostar...
Menos sofrível e menos dramático... Menos falso que amar...

Porque, agora, todo mundo se ama...
Todo mundo se trai...
E ao mesmo tempo, todo mundo reclama...
Sofrem, choram...  imploram ajuda ao pai...

Pai que por sinal também é amar...
por isso não lhe sou fiel...
Não sou fiel ao amor... nem ao fel...
sou fiel ao meu eterno gostar...

Gosto do sol... gosto da chuva...
gosto da noite... gosto da lua...

Gosto também daquela fria praia deserta... (essa eu nunca vou esquecer...)
Gosto, embora pouco, de fazer a coisa certa...
e acima de tudo e de todas... Está o que eu mais gosto...

Eu gosto dela...



- Guilherme Marcus Moreira
 

© 2011 Hermit Modern |