Não entendeu?

sábado, 23 de junho de 2012

Tempo




O tempo uma vez me disse 
que se eu o esperasse, 
encontraria meu amor.
Durante muito tempo fui impaciente, 
esbarrei, tropecei e,  depois de muito tentar, caí a seus pés...


Ele só não avisou que, 
paciente ou não... 


(...) tudo depende dele...




Eduardo Moura

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Semiconsciente


Às vezes paro pra pensar nisso que sinto,
não sei traduzir em palavras algo tão exótico.
isso me faz, mesmo estando morto, me sentir vivo,
faz passar por mim sem ser visto, algo tão notório.

é como ver duas amigas se abraçando,
é como assistir ao show de um mano,
é como ver aquela menina linda novamente
e sem entender o motivo, ficar contente...

não sei dizer até quando vai durar,
isso está sempre indo e vindo.
vejo fotos de pessoas que nem conheço
e não sei bem o porque, me pego sorrindo...

pode ser que eu seja louco
ou simplesmente incompreendido.
vivo a observar os sentimentos dos outros
enquanto em minha mente, vivo infeliz comigo.

toda minha vida anda nublada
como num antigo sonho.
já nem durmo nas madrugadas,
tudo isso tem me roubado o sono...

...

é como estar em queda livre, caindo de repente,
é como levar um susto ao rever antigos amigos,
é como nostalgiar com a menina do sorriso lindo,
é como viajar com aquela música envolvente...

para sempre... semiconsciente...
Guilherme Marcus Moreira

quinta-feira, 21 de junho de 2012

As crônicas de um assassino

Nesse mundo movimentado,
tudo acontece muito rápido
e se você ficar parado
não tenho dúvida, será eliminado

Não importa quem você seja,
se "bonzinho", ou o "malvado"
se alguém lhe quer morto
serei eu a ser chamado

Meu trabalho é profissional
mato, consumo e vou embora.
Não me importa o depois do final
pois pra mim termina depois que chora.

Alguém bate do lado de fora
É bonita, mas tem cara de sínica,
me entrega a carta e sai fora.
Quem será minha próxima vítima?

Sr. Lupin


Queria saber a opinião de vocês, será que eu continuo essa história?

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Pequena Bailarina

Ela dança, me envolve
jeito de menina, olhar sedutor
me encanta, me resolve
ando pensando nela, aonde for...


nem sei mais o que fazer,
aquele jeitinho dela, me conquistou 
e seu sorriso, tão lindo…
ela com aquele olhar, me enfeitiçou…


ela dança, dança…
não desiste de dançar.
e ela dança, não se cansa…
prefere dançar, por medo de amar…


e eu, tolo, não paro de pensar…
em como sorri, como dança…
em seu olhar…


e eu, tolo, morro sem tentar…
tenho medo, sofro…
o mesmo medo de amar…


Guilherme Marcus Moreira

sábado, 16 de junho de 2012

O que eu sou...

Uma vez me ocupei de mais com ser,
me esqueci do que era ter...
Quando enfim reaprendi a ter,
não sabia mais o que ser...


Hoje, nada tenho e pouco sou...
E tudo o que queria, o tal tempo me levou...
Tudo o que me pertencia me deixou...


Mas o que eu era, o que fui -
é o que ainda sou...


Tudo o que me restou...  o que eu sou...




Guilherme Marcus Moreira

terça-feira, 12 de junho de 2012

Monstro do armário

Há um monstro dentro do armário
e eu sempre o temi.
Não se usa estaca ou alho,
pois eu mesmo já o abati

Infelizmente ele sempre volta
e seus olhos me vigiam.
Pode parecer tudo mentira,
mas sabem que existe, então não riam

Cheguei mais perto, de frente para o monstro
e com uma descrição, eu vos mostro.
Seus olhos em chamas, seus dentes afiados
e suas garras brilhantes que nos deixam arruinados.

Sua maldade é gigantesca,
a crueldade o faz sorrir.
Mas sempre deixa algo pra trás,
para que cresça e ele volte a rir.

Já tentei o enfrentar,
fui pra lutar até o fim,
mas quando consegui o encarar
só o que vi foi o reflexo de mim

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Buscando


Estive pensando muito nos útimos dias, a respeito de certos acontecimentos. Minha cabeça sempre ferve em confusões de palavras. Meus textos se perdem nas viagens que faço, nas horas vagas (e nas não tão vagas) em casa, dentro do ônibus, quando ando pela rua, enfim ...

Hoje em especial li uma frase interessante:
" O que importa afinal? Viver ou saber que se está vivendo? "
E nisso, milhões de pensamentos invadiram a minha mente.
"O que ME importa?" e "O que TE importa?"

Na verdade estava cansado dessa monotonia de estar sempre triste, buscando por algo que há muito já não possuía.

E pesquisando um pouco, encontrei um trecho de Charles Chaplin que me fez pensar mais sobre o assunto:

" Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento,
quando me amei de verdade, comecei a me livrar de tudo o que não fosse saudável, pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse pra baixo, de início minha razão chamou essa atitude de egoísmo, hoje sei que se chama - Amor próprio. "

É certo que nas palavras é tudo bem mais bonito e fácil do que na vida real, mas, por que não tentar ? Por que não 'nascer' novamente? Passamos tanto tempo buscando a felicidade em outras pessoas que acabamos nos esquecendo que somente nós somos responsáveis por nossa felicidade.

Cada um de nós é responsável pela sua respectiva felicidade. A felicidade não está em sua namorada, ou em um show de sua banda predileta, ou em o que quer que seja...
A felicidade está em você, e ser feliz depende unica e exclusivamente de você.

sábado, 9 de junho de 2012

...


Estou a procura de algo que ainda não sei o que é.  Alguma coisa que preencha a parte de mim que agora está vaga.  Que tire de mim esse vazio insustentável, que me traga de novo a vida que nesse instante parece escorregar por entre meus dedos.
Quero brilho nos olhos e inquietude no canto dos lábios, risos calorosos e imaginações alegres... Agitação de puro bem estar, me interessar mais por mim mesmo.
Sentir-me feliz é o que eu preciso... Só não descobri como...  ainda!
 

© 2011 Hermit Modern |