Não entendeu?

segunda-feira, 28 de março de 2011

Realidade, apenas um sonho...

(...) quando fecho os olhos vejo a luz,
mas ao reabri-los, as trevas me envolvem em seu manto escuro...
Minha alma anda poraí, com algum mercador do submundo.
Agora, apenas o corpo me é tão útil...
Me entreguei às tentações da carne,
de barba mal feita, abuso das coisas ilícitas da vida...
Acabei por corromper todo um legado de família,
abandonei as crenças religiosas e me deixei levar
pela razão e por esse sentimento desconhecido,
que me revela toda uma vida reclusa, até então limitada à meros sonhos...

O mundo dos sonhos, revela às pessoas a verdade aterradora,
as assusta e leva embora suas noites de sono.
Ao acordarem, à suas vidas retornam todas as palavras falsas,
ditas por falsos amigos...

"Os sonhos são reais, a realidade é apenas um sonho..."


Guilherme Marcus Moreira

quarta-feira, 23 de março de 2011

Mais uma vez...

Aquele desejo sórdido,
que, de longe, se tornou imundo...
passa de algo eufórico
para algo inútil...

Eu que vivia sóbrio,
hoje ando sujo...
o mal súbito do mundo...

O fim é notório,
a cada dia mais perto...
me dói saber que no fundo
eu sempre estive certo...

Sem vontade de viver,
ou de gritar outra vez...
quando a verdade agente vê...
e deseja ter...   mais uma vez...

Guilherme Marcus Moreira

terça-feira, 15 de março de 2011

Já vivi... Já sorri...

Sou compulsivo
como as ondas no mar,
meio depressivo
como a luz do luar...

Sou feliz, ou não sou...
ando infeliz,
veja onde a vida me levou...

Já chorei de rir,
já ri pra não chorar.
O que um dia tanto quis
hoje deixa de me agradar...

Já morri, mas vivo o agora
com minha alma longe de mim...
com um mercador mundo afora...

Já vivi... Já sorri...




Guilherme Marcus Moreira
 

© 2011 Hermit Modern |